HELLO NYC – Central park

Uma das minhas maiores expectativas nessa viagem era, sem dúvida, conhecer o Central Park! Localizado no centro da ilha de Manhattan, o parque possui uma enorme área verde onde se encontram lagos, monumentos, restaurantes, trilhas, fontes… Praticamente a qualquer hora do dia, é possível ver pessoas correndo, pedalando, fazendo um lanche, lendo um livro, aproveitando as lindas paisagens e a calma que o parque oferece. E por falar em paisagens… Gente, que paisagem é aquela???? Um dos motivos de ter decidido viajar no outono foi, justamente, pegar aquela época em que as flores estão mudando de cor e que o parque fica colorido de tons de amarelo, laranja e vermelho vibrantes! Mas acho que nada teria me preparado para o que eu vi ao vivo. Uma das paisagens mais incríveis que já vi na vida, certamente.

Processed with VSCO with c7 preset

Processed with VSCO with c7 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c7 preset

Processed with VSCO with c7 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Escolhi um look suuper “lady like” pra aproveitar o dia por lá e tirar várias fotos incríveis. Coloquei um vestido creme, com gola bordada em pérolas, super romântica e combinei com meia preta e sobretudo preto. Nos cabelos, um coque rosquinha clássico e um lacinho com glitter que conversava diretamente com o sapato “bonequinha” também no mesmo to de glitter. Mais a minha cara, impossível!

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset
Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with c8 preset

Processed with VSCO with a5 preset

 

Após uma manhã inteira passeando, decidimos almoçar no Loeb Boathouse – um restartante no Central park, com uma vista incrível do lago, mas a fila de espera era de 45min por uma mesa… Então decidicmos comer apenas um lanchinho e seguir para o Zoológico do parque, localizado na parte sul. O zoo é pequeno e super bem cuidado. Dá pra visitar em umas 2h e a entrada custa cerca de 15 dólares.

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Saímos do parque por volta das 17h e seguimos em direção ao Madame Toussaud, o famoso museu de cera. O museu fica próximo a Times Square e conta com figuras de ceras super realistas das mais variadas celebridades, desde atores famosos, até líderes de estado, atletas, autoridades religiosas. O ingresso custou cerca de 35 dólares e a visita é bem gostosa, permitindo tirar fotos de pertinho e interagir com as esculturas.
Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

IMG_2180

Processed with VSCO with a5 preset

E foi isso!
Estão gostando dos posts de NY?

HELLO NYC – Chelsea, Highline e patinando no Rockfeller Center

Atrasada, mas vamos continuando os posts da viagem! Nesse dia, fomos conhecer a região de Chelsea e do meatpacking, em especial o Chelasea Market e o highline, uma espécie de parque suspenso construído em um antiga linha de trem.
Como era domingo, decidimos ir logo ao mercado e tomar o tradicional brunch americano. Eu amo mercados e com o Chelsea Market não poderia ser diferente! Ele é enorme, mega charmoso e estava lindamente decorado para o Halloween, com direito a abóboras e figuras assustadoras espalhadas por todos os cantos.
Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

image

Processed with VSCO with a5 preset

image

Como o clima ainda não estava tão frio, escolhi usar minha parka militar, com um base de calça e blusa pretas e acessórios em tons de amarelo, que caem muito bem com o verde escuro da parka.

Processed with VSCO with hb2 preset
TÊNIS – ADIDAS, PARKA – ZARA, GORRINHO – ALIEXPRESS

Processed with VSCO with a5 preset
Para o brunch, escolhemos o Sarabeth’s, um restaurante tradicional que vende pães, bolos e deliciosas geleias caseiras. Fui de muffin com banana e bleuberries, acompanhados de um café quentinho pra espantar o frio.

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with c3 preset

image

Ficamos passeando pelo mercado e depois passamos num lugar famosinho do Chealsea Market chamado Lobster Place, uma espécie de mercado de peixes. Fiquei impressionada com a seleção, variedade e qualidade dos produtos! Mas a maior novidade desse lugar, é que é possível aproveitar e comer tudo ali na hora, fresquinho! Sushi e sashimi, camarões fritos na hora e o carro chefe da casa – a lagosta no vapor, servida com limão e manteiga – uma delicia!! Você escolhe a lagosta pelo tamanho (tem da pequena até a jumbo!), espera uns minutinhos e pronto! O lugar não tem mesas, apenas umas bancadas onde se come em pé mesmo e, acredite, um lugarzinho nessa bancada é disputadíssimo, principalmente no horário de almoço.
Escolhi a lagosta média e não acreditei no tamanho!
Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with c3 preset

image

image

image

image

image

image

image

Depois de comer essa lagosta assim quase de joelhos de tão gostosa, fomos ao Highline, que fica pertinho do mercado. O povo de NY ama um parque… então, não achei surpresa terem decidido transformar uma linha de trem desativada em um lindo parque suspenso, que corta a parte oeste de Manhattan. O parque é uma delicia de andar! Cheio de banquinhos, gramados, plantinhas coloridas e belos mirantes suspensos de onde é possível ter lindas visões das ruas da cidade. Vale caminhar por toda sua extensão e parar pra assistir o por do sol no rio Hudson, que fica já no finalzinho do parque. Um passeio diferente, cheio de surpresas pelo caminho, pra fazer sem pressa, aproveitando a vista e os cantinhos que o parque tem a oferecer.

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with g1 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with g1 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Processed with VSCO with c7 preset

Após a caminhada pelo High Lane, decidimos aproveitar o final da tarde pra patinar na famosa pista do Rockfeller Center. Eu nunca tinha patinado no gelo e estava morrendo de medo, mas fui mesmo assim. A pista não estava muito cheia, o que foi bom pra diminuir meu medo de acabar esbarrando em alguém e caindo… Coloquei os patins e fui na coragem, mas assim que pisei no gelo achei que ia cair! muuuuito escorregadio! Demorou pra habituar, mas, no fim, consegui dar umas duas voltas na pista direto sem me apoiar nas barras e não caí nenhuma vez! A sensação de patinar é algo incrível, de uma liberdade que poucas vezes eu tinha sentido. Fiquei morrendo de vontade de já experimentar em outra oportunidade!

image

E fiquem ligados aí qe prometo liberar o mais rápido possível o restos dos posts da viagem!

HELLO NYC – Um dia nos museus!!

Continuando com os post da viagem, vou contar hoje um pouco do nossa segundo dia por aqui, que foi dedicado pra conhecer dois dos principais museus de NY – America Museum of natural history (que ganhou fama bem maior após o filme “uma noite no museu”) e o Metropolitan Museum of art, mais conhecido como MET.
Nova York é uma cidade capaz de enlouquecer os apaixonados por museus. São tantos e tão diversos que fica difícil escolher o que visitar e o que deixar pra próxima. Tenho certeza que dá pra montar uma viagem inteira por aqui só visitando os mais variados museus. No meu caso, por ser minha primeira vez na cidade e por não ser assim tão ligada em arte, resolvi conhecer os museus que considero os principais e ir conhecendo os restantes em outras oportunidades.
Uma coisa bem legal que facilita a visita ao museu de história natural e ao MET, é que os dois então um de frente pro outro, separados pelo central park. Basta atravessar o parque pra ir de um museu a outro. O museu de história natural fica na parte oeste e como é o mesmo lado do meu hotel, decidimos ir lá primeiro e depois seguir para o MET, que fica no lado leste do central park.
Uma dica legal é ir aos finais de semana, quando os museus ficam abertos até mais tarde e é possível conhecer os dois com mais calma.
Esse dia estava bem frio, e começamos tomando um café quentinho e croissaint recheado de chocolate no Le pain Quotidean, que oferece boa comida, mas o que mais amei mesmo foi o café de tampa Rosinha!
image

O café combinou com meu look todo Rosinha, complementado com coque rosquinha e lacinho romântico na cabeça.

Processed withCO with a5 preset

Processed with VSCO with a5 preset

Chegamos ao museu e encontramos uma fila grande, mas que seguia rápido. Depois da inspeção das bolsas, você pode comprar a entrada do museu, que tem um preço sugerido de 22 dólares. Falo “sugerido” pois a entrada é uma doação, e você paga o valor que quiser pra entrar, a não ser que você procure os guichês eletrônicos, que tem filas bem menores. Foi o que fizemos e não lembro de ter visto uma opção de mudar o valor pago.
A magia desse museu já começa logo no lobby, onde há enormes dinossauros montados.
image

image

O museu se propõe a contar a história da natureza e de suas civilizações, desde o Big bang, passando pelo desenvolvimento da vida animal e das sociedades primitivas até as mais modernas. São usadas animações, algumas interativas, fósseis, animais empalhados que foram doados ao meseu, objetos e desenhos temáticos sobre as civilizações mais antigas.

image

image

image

image

image

O museu é gigante! Uns 5 andares e não vou colocar mais fotos pra não estragar a vista tá?
De lá, comemos o famoso hot dog em um dos milhares de carrinhos espalhados pelas ruas e seguimos pelo central park em direção ao MET. Achei super fofo que encontramos um casamento no caminho!

image

O MET é museu bem mais “tradicional” que o de história natural. Conta com inúmeras obras de arte, desde pinturas, esculturas, fotografia e objetos de civilizações antigas do Egito, Grécia, Turquia… Também é enorme e dá pra passar, tranquilamente, mais de metade de um dia por lá.
A parte que mais amei foi a do Egito!! Onde tem inúmeros objetos, sarcófagos, vasos, reconstruções do interior de pirâmides e até um múmia de verdade!
image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Saímos do MET por volta das 21h e, famintos, fomos jantar no Serafinas, um italiano bem pequeno, com comida boa, mas um pouco caro para o que oferecia. Comemos uma pizza de massa fininha com mozzarela, tomate e manjericão! Uma delicia!

E a viagem tá so começando!! Espera que ainda vem muita coisa legal por aí!